Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves
Teresina, 22 de Outubro de 2017
  • 2ae47ccb79

Você está em » Destaques

Bairro Monte Castelo espera mais de 50 mil pessoas na plateia da Paixão de Cristo

12/04/2017 - 09h04
Rodervaldo e Elinaldo

O Grupo de Teatro do Monte Castelo encena, nesta quarta (12), quinta (13) e sexta (14) o espetáculo da Paixão de Cristo. Ao todo, 200 pessoas compõem a equipe de atores e técnicos responsáveis pela montagem, com direção de Elinaldo Nunes. Em cada dia, uma parte da história de Cristo será apresentada ao público. Este ano, estão sendo esperadas mais de 50 mil pessoas na plateia.

A Via Sacra começará com as curas e milagres de Jesus Cristo. O julgamento e prisão serão representados nesta quinta-feira (13) e na sexta-feira (14) o espetáculo será finalizado com a morte, ressurreição e ascensão de Jesus.

Para o superintendente da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, Abiel Bonfim, a peça é um momento de reflexão e aproximação dos artistas com a sociedade. “É um momento muito bonito, tradicional em Teresina e ideal para as famílias. É um projeto importantíssimo para todos”, disse Abiel.

Com 96 atores com fala e 50 figurantes, o diretor geral e ator Elinaldo Nunes explica como está a expectativa para as apresentações. “É um espetáculo muito dinâmico, tradicional na cidade e reúne pessoas não só da capital ou do Estado, como também de regiões vizinhas. A expectativa é que seja o mesmo número da edição passada ou mais, cerca de 50 mil”, afirmou o diretor.

Com ensaios desde o começo do ano, a comunidade do Monte Castelo se une para dar vida a grandes personagens e manter viva a tradição do teatro. “Antigamente o bairro era visto como uma zona marginalizada e através do teatro conseguimos desmistificar essa imagem. Hoje em dia, o Monte Castelo é um ‘celeiro de artistas’”, comentou o ator Rodervaldo Medeiros.

Em sua 31ª edição, a “Paixão de Cristo” do Grupo de Teatro do Monte Castelo acontece a partir das 19h no Espaço Cultural Wall Ferraz, na Praça Engenheiro Cícero Ferraz. O espetáculo tem apoio da Prefeitura de Teresina, através da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves.