Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves
Teresina, 20 de Setembro de 2017
  • 2ae47ccb79

Você está em » Destaques

Teatro do Boi comemora 30 anos com programação especial nesta terça

15/08/2017 - 09h08
Teatro-do-Boi-3

Nesta terça-feira (15) o Teatro do Boi comemora 30 anos de existência em uma noite de apresentações com dança, música e documentário. A programação é gratuita e tem inicio a partir das 19 h.

A abertura da comemoração fica por conta do corpo de baile do próprio teatro, em um espetáculo nomeado como “Renascimento do Boi”.

A noite continua com a apresentação da Orquestra de Violões e os alunos do curso de violão e a apresentação do teaser do documentário criado especialmente para o Teatro. De acordo com Kleyton Marinho, gerente de Promoção Cultural da FCMC a exibição tem aproximadamente 10 minutos. “Hoje iremos exibir uma prévia do que será o documentário, que está sendo preparado com muito cuidado. Ele já vem sendo idealizado há anos e conta a história do teatro desde a época em que era matadouro, com participações de pesquisadores, artistas e mais”, disse.

A comemoração faz parte do calendário festivo do aniversário da cidade, que este ano comemora 165 anos. O Teatro do Boi é mantido pela Prefeitura de Teresina por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves.

Teatro e as mulheres

Desde dos anos 80, precisamente 15 de agosto de 1987 o matadouro público municipal de Teresina deu lugar a um espaço para ser cultivada a cultura popular, nomeado como CIARTE – Centro Integrado de Artes. No começo um grupo de mulheres, envolvendo diretoria, tesouraria e artistas se uniram a Sidh Ribeiro para a formação do Balé da Cidade, conhecido como a Menina dos Olhos de Teresina por muitos anos.

Bailarina e fundadora ainda como 1ª oficina de balé a professora Ivoneide Silva Ribeiro assumiu em 1990 a turma de bailarinos. No ano seguinte Sidh se uniu a ela e em 1992 foi criado o Balé Experimental do Teatro do Boi, para que em 1993, oficialmente fosse criado o Balé da Cidade de Teresina. Em uma direção compartilhada Sidh, afirma que durante anos esteve ao lado de grande mulheres e que elas tinham uma força gigantesca na hora de tomar decisões para melhorar a cultura da cidade. “Estive rodeado de grande mulheres em todo período que trabalhei com cultura. Naquela época, quatro grandes nomes fizeram a diferença na Fundação Cultural proporcionando a sociedade momentos únicos”, disse.

Ainda segundo o artista, além de Ivoneide Silva, ganhadora de mais de 200 prêmios, estiveram a frente da cultura Vilma Teles, no setor financeiro, Amália Teles como superintendente da FCMC e Eugenia Ferraz, como presidente da FCMC.

O balé foi o carro chefe do CIARTE, diversas carreiras foram iniciadas e aprimoradas nos palcos do local cultural, possibilitando outras oficinas como de teatro, dança, música, memória de bumba-meu-boi, biblioteca comunitária, festivais de cultura popular e de teatro.

Entre os anos 2001 e 2004 foi projetado o programa Lagoas do Norte pelo atual prefeito Firmino Filho e incluído a reforma do teatro. Em 12 de junho de 2012, ganhou melhor estrutura e foi reaberto oficialmente ao público com o atual nome de Teatro do Boi. Atualmente, o local é dirigido pela produtora cultural Ana Teresa Lopes e se tornou referência em produção e disseminação de cultura popular na cidade.

O teatro oferece diversas oficinas como: teatro, danças, artes plásticas, música, corte e costura, capoeira, além de exposições, festivais e eventos variados possibilitando vida cultural não só a região norte da cidade como a cultura do município.