Corso de Teresina vai premiar 20 melhores fantasias no evento

No próximo dia 15, Teresina vai sediar o maior evento do Piauí, o Corso do Zé Pereira, um abre alas para o carnaval 2020. O evento deve reunir mais de 300 mil pessoas com uma mega estrutura de palcos espalhados pela avenida Raul Lopes, segurança, caminhões decorados e muita irreverência, uma das grandes marcas do evento. E para incentivar o folião a uma imersão nos antigos bailes, haverá um concurso de fantasias com premiação de R$ 1 mil para 20 foliões mais criativos.

Promovido pela Prefeitura de Teresina por meio da Fundação Monsenhor Chaves, o Corso do Zé Pereira foi consagrado como o maior do planeta, segundo o livro Guinnes Book, em 2012, registrando a marca de 343 veículos decorados no desfile, recorde que consta na publicação até hoje. Além dos carros enfeitados, o evento conta com milhares de pessoas fantasiadas, bandas espalhadas pelo percurso, além de muita alegria e irreverência resgatando a tradição dos antigos carnavais.

Uma das novidades da última edição do evento foi o concurso de fantasias, que será mantido em 2020 e com uma premiação que contempla ainda mais foliões. Serão R$ 20 mil divididos em 20 prêmios de R$ 1 mil para as 20 melhores Fantasias.

Os interessados em participar devem tirar uma foto em qualquer ponto da avenida que tenha uma identidade visual do Corso 2020, ou seja, em logomarcas, banners, estandes e palcos, distribuídos ao longo da Av. Raul Lopes e publicar em seu perfil no Instagram (de visualização aberta ao público) utilizando a #fantasiacorso2020 e, em seguida, marcar o perfil do Instagram da FMC (@cultura_the), até às 12h00min do dia 17 de fevereiro de 2020.

A Comissão julgadora escolherá as 40 (quarenta) fantasias mais criativas, que serão publicadas no perfil do instagram da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (@cultura_the), no dia 18 de fevereiro de 2020. As 20 fantasias com o maior número de curtidas até as 12h00m horas do dia 20 de fevereiro de 2020, publicados no perfil do instagram da FMC, ganharão como premiação R$ 1.000,00 (um mil reais) cada.

Para o superintendente da FMC, Abiel Bonfim, a premiação é uma forma de manter um dos aspectos do corso e dos antigos carnavais, com pessoas fantasiadas na avenida. “A irreverência e a alegria da nossa gente é sempre uma marca forte em cada edição. E com essa premiação, estamos buscando uma forma de incentivar as pessoas a mostrarem a criatividade na avenida e fazer a festa ainda mais colorida”, finaliza.

Caminhões

Além das fantasias, o evento manterá o concurso dos caminhões decorados, com uma premiação de R$ 30 mil dividida entre três ganhadores, sendo R$ 10 mil para o Caminhão mais animado; R$ 10 mil para o mais criativo (inusitado) e R$ 10 mil  para o com a melhor produção (decoração e fantasia).

O edital está disponível no site da FMC e no da PMT. Para participar, é necessária uma inscrição, que pode ser feita do dia 24 de janeiro ao dia 14 de fevereiro, das 08:00h às 13:00h, na sede da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves – FMC, situada na Rua Félix Pacheco, 1440 – Centro. No ato da inscrição é obrigatória a apresentação da cópia da CNH do motorista condutor e o RG do responsável pelo caminhão, além da documentação do caminhão devidamente regularizado, sob pena de indeferimento do processo.

Carnaval 2020: FMC divulga edital para seleção de blocos carnavalescos

A época mais agitada e colorida do ano está chegando e, visando contribuir para o fortalecimento das atividades culturais do carnaval 2020, a Prefeitura de Teresina, através da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC), divulga o edital público para seleção de projetos carnavalescos. Com um incentivo de R$ 140 mil, as inscrições começam nesta terça-feira (17). Ao todo, serão escolhidos 26 projetos de blocos.

Segundo o edital de chamamento público, os interessados deverão preencher a ficha de inscrição, disponibilizada no protocolo da FMC/PMT, com todos os anexos exigidos no documento. As inscrições ocorrem até 17 de janeiro, exceto domingos e feriados, no horário de 7h30 às 13h.

 

Os projetos inscritos serão selecionados por meio de uma Comissão de Seleção, cuja função consiste em verificar o conteúdo de acordo com os critérios estabelecidos no edital. Também será levado em consideração a distribuição regional dos projetos contemplados pelas zonas e vários bairros da cidade. Em caso de descumprimento, serão vetados aqueles que já tenham participado de alguma das instituições proponentes nos últimos dois anos e/ou estejam litigando judicial ou administrativamente com algum dos proponentes inscritos.

 

Após seleção, os blocos serão divididos em três categorias relacionadas aos seus tamanhos. Serão até 10 blocos de Pequeno Porte (a partir de 1000 até 1499 integrantes), que receberão R$ 3 mil; até 10 blocos de Médio Porte (de 1500 até 1999 integrantes; que receberão R$ 5 mil e; até 6 blocos de Grande Porte (acima de 2000 integrantes, que receberão um apoio de R$ 10 mil. O resultado será divulgado no dia 28 de janeiro.

 

Para Paulo Dantas, gerente de promoção cultural da FMC, o apoio financeiro dado pela Prefeitura de Teresina contribuirá para o desenvolvimento artístico-cultural da cidade, além de engrandecer essa festa que já faz parte do calendário de atividades. “O Carnaval de Teresina é, sem dúvida, um evento que já conquistou o coração de todos os piauienses e, para o ano que vem, queremos fazer uma festa que levará muita alegria e diversão para todos os cantos”, diz.

Veja o Edital.

Banda Növa encerra temporada do Terça Maior de 2019

Nesta terça-feira, 17, o Palácio da Música de Teresina recebe a sonoridade das guitarras com pitadas melódicas do rock inglês da banda Növa, que faz o encerramento do Terça Maior na temporada 2019. O projeto inicia às 19h30 e tem entrada franca.

 

O Terça Maior é promovido pela Prefeitura de Teresina, por meio da Fundação Monsenhor Chaves, e tem como objetivo a produção e criação musical piauiense, proporcionando a aproximação de artistas e público com shows gratuitos, valorizando ainda mais a produção local. Ele acontece quinzenalmente dependendo da agenda do Palácio da Música e dos eventos promovidos pela FMC.

 

No total, foram seis artistas selecionados para as apresentações do semestre. Eles participaram de um edital que exige excelência artística do show, currículo e desenvolvimento do trabalho autoral, além de especificações técnicas.

 

Para o encerramento, a banda Növa (pronuncia-se “NÔVA) traz um repertório que passeia pela história do rock e suas vertentes. Formada em 2004, tem base na parceria entre Rubens Lerneh e João José, que na década anterior fundaram a embrionária Ravena, banda que misturava o barulho das guitarras com a melodia de canções em inglês. Fernando Castelo Branco e André Nascimento, respectivamente baixo e bateria, completaram a primeira formação, que acabou por gravar uma demo, cuja faixa “Surfhoney” acabou por figurar de forma despretensiosa em uma coletânea do selo potiguar Solaris Records.

 

A partir daí, a Növa fez parte de eventos dentro e fora de Teresina, como Grito Rock São Luiz, Rock Cordel (Teresina e Fortaleza), Teresina é Pop, Mar.The Festival, além do circuito de casas noturnas da capital piauiense. A banda tem quatro trabalhos lançados em formato virtual e gratuito: uma “demo” de ensaio, de agosto de 2004; um EP intitulado Al Dente, produzido por André Melo (Jardim Elétrico) em 2008 e posteriormente um SMD autointitulado, de 2013.

 

Em setembro de 2018, Növa lançou seu mais novo trabalho, o EP Keep The Tracks, com quatro faixas inéditas, fiéis em apostar na crueza das guitarras aliada a melodias marcantes e uma alternância entre calmaria (melodia) e saturação (distorção) principalmente nos refrãos.

 

Abrindo o trabalho, “Whisper” e seu tom confessional e falsamente intimista embalado em um arranjo de cordas, a cargo de Lucas Coimbra, unindo o erudito ao barulho das guitarras. “Eternally Coming” traz tons mais melodiosos, reduzindo distorção e feedback em favor de destacar uma melodia que se aloja facilmente ao ouvido. A volta da pegada “high-low” que foi marca registrada das bandas “guitar” nos anos 1990 torna em “Like Lemonheads”, um título que homenageia uma das influências declaradas do quarteto, o trio de Boston liderado por Evan Dando. O clima 1990 se instala de vez com “Backdrop Portraits”, uma faixa bem direta e que explora o trabalho das guitarras numa tabela certeira com uma melodia marcante.

Bonecarte: teatro de bonecos chega para encantar o coração dos teresinenses

Para aqueles que dizem que o teatro de bonecos é uma diversão somente para a criançada, essa afirmação está completamente errada. Há muito tempo essa expressão artística conquistou os corações de pessoas de todas as idades, uma realidade que é visível aqui mesmo em Teresina. Pensando nisso, o Bonecarte (Mostra de Teatro de Bonecos de Teresina) chega com uma programação imperdível. Com entrada gratuita, acontece nos dias 9, 10  e 11 de outubro, a partir das 18h30, no Teresina Shopping.
O Bonecarte é realizado pela Prefeitura de Teresina, por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC) e visa difundir essa vertente artística como importante parte da cultura popular piauiense e brasileira, oferecendo a população de Teresina o acesso ao teatro e suas mais diferentes formas de manifestação.
Para Kaio Vieira, coordenador de teatro da FMC, o evento está sendo aguardado com bastante expectativa por ser uma manifestação de resistência da arte popular. “Esperamos que seja um grande encontro, pois a mostra de Teatro de Bonecos já é consagrado na cidade, só que agora ganhou uma marca, um nome, que é o Bonecarte. Além do mais, este ano o evento ganhou uma maior dimensão pois acontece em um espaço popularmente frequentado pelos teresinenses”, conta.
A 9ª edição da Mostra de Teatro de Bonecos de Teresina (Bonecarte) promete trazer para o público o espetáculo que somente o teatro pode proporcionar, com bonecos gigantes, mamulengo, fantoches, entre outros. Essa manifestação artística e milenar instiga a criatividade por meio de atividades lúdicas e poéticas.
“Ao longo dos anos, temos visto a dificuldade que é manter a arte popular, mas a Prefeitura, juntamente da FMC, tem conseguido dar suporte, fomentando a cultura popular e ajudando na manutenção dela em Teresina”, diz Kaio.
Programação:
– Dia 09 de Outubro às 18h30 no Teresina Shopping
Apresentadores: Grupo Vagão
Desfile com bonecos gigantes – Cia do Riso – The – PI
O Cavalo das Águas – Cia Calunga – The – PI
Caixa de Chocolate – Cia Isaque – The – PI
Odete a Vedete – Só Olhar Teatro de Lambe Lambe – The – PI
– Dia 10 de Outubro às 18h30 no Teresina Shopping
Apresentadores: Grupo Vagão
O Casamento do Zé Pretim – Cia Mamularte – The – PI
O Sapo Encantado – Cia Riso – The – PI
Odete a Vedete – Só Olhar Teatro de Lambe Lambe – The – PI
– Dia 11 de Outubro às 18h30 no Teresina Shopping
Apresentadores: Grupo Vagão
Desfile com bonecos gigantes – Cia do Riso – The – PI
Encantarias de Cassimiro – Cia Ricardo Moreira – Teresina – PI
As Aventuras de Jeca Valentão – Grupo Biboca – The – PI
Odete a Vedete – Só Olhar Teatro de Lambe Lambe – The – PI

Sanfônica Seu Dominguinhos traz convidados especiais no mês das crianças

Neste domingo (06), a Orquestra Sanfônica Seu Dominguinhos abre a programação dos Concertos Matinais no mês mais pueril do ano. E para homenagear as crianças, contará com as participações super divertidas do palhação Bino Carambolo, do Grupo Vagão e da jovem Analy.

Bino Carambolo é um personagem voltado para o público infantil, com habilidades principalmente musicais e humorísticas. Atuando desde 2013, traz na bagagem, inúmeros trabalhos realizados em teatros, clubes de festa, escolas, shoppings, faculdades e universidades por diversas cidades nos estados do Piauí, Maranhão e Pernambuco, com destaque para o “Criança Feliz”, realizado pela emissora TV Clube. Lançou em 2014, em parceria com o palhaço Tio Biscoly, um CD infantil intitulado “Ludicidade”, com doze faixas autorais e adaptações que resgatam algumas brincadeiras de roda. No seu repertório, predominam em grandes shows, canções da Turma do Balão Mágico, Trem da Alegria, Xuxa e outros do universo infantil.

O grupo Vagão nasceu no Rio de Janeiro em março de 2016, sendo composto por Jimmy Charles, Lucas Emanuel e Sandy Santana. O nome do grupo foi pelo principal local de suas apresentações iniciais: dentro dos vagões dos trens. O criador do grupo, Jimmy, é piauiense e se formou com os colegas, resolvendo logo executar seu projeto social chamado “Palhaçaria”, no qual viaja por todos os estados do país fazendo oficinas e apresentações. Já a terceira participação da manhã, é da pequena Analy, de apenas 10 anos, que estuda acordeon na Escola Dona Gal desde os 09.

O projeto Concertos Matinais ocorre em quase todos os domingos do ano, sempre às 11h da manhã, com entrada franca, e tem como objetivo, levar apresentações musicais de qualidade à população, que passeiam do erudito ao popular. Seu palco é o Palácio da Música de Teresina, instituição mantida pela Prefeitura Municipal, por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves. A casa fica localizada no cruzamento das ruas Santa Luzia e Treze de Maio, N° 1241, Centro, local onde funcionou o antigo Mercado do Cajueiro.

Professor de projeto de violões, Wellington Torres lança seu primeiro álbum solo

O violão é um instrumento que sempre mexeu com os corações dos piauienses, tornando o estado uma referência de grandes nomes das cordas. Um exemplo é Wellington Torres, um dos mais talentosos musicistas do estado, que está lançando seu primeiro álbum solo “A Voz do Violão”. Com proposta intimista, o projeto homenageia artistas do estado em uma releitura das canções.

 

Contendo 11 faixas, o disco faz um apanhado da produção violonística do Piauí trazendo composições de grandes nomes desse cenário. “Um CD deixa registrado todo um trabalho de um artista e poder realizar isso é indescritível. Me sinto muito feliz em poder compartilhar com as pessoas o meu trabalho. É um novo passo na minha carreira profissional”, conta Wellington.

 

Considerado um dos maiores violonistas do Piauí, Wellington Torres atua como arranjador, professor e produtor musical. Ele já trabalhou com a Orquestra Sinfônica de Teresina e em vários grupos como, por exemplo, Ensaio Vocal, Ockteto, Caravana Três e Quarteto BMW2. Atualmente, é um dos professores do projeto Violão Nas Escolas, da Prefeitura de Teresina por meio da Fundação Monsenhor Chaves.

 

Para Paulo Dantas, gerente de promoção cultural da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC) e participante do processo criativo do disco, trabalhar com Wellington foi uma experiência enriquecedora. “Fiquei muito satisfeito com o resultado. Agora, depois de lançado, a expectativa é que o ele tenha êxito e que possa rodar Brasil afora com esse trabalho”, conta.

 

Em agosto deste ano, o álbum foi lançado em sua versão física durante o III Festival Nacional de Violão de Teresina. “Tocar no mesmo festival com grandes nomes do cenário violonístico do Brasil e do mundo é sempre uma alegria porque podemos vivenciar e compartilhar toda a experiência desses grandes artistas e participar com um lançamento de um trabalho meu é mais especial ainda. Me sinto muito feliz e privilegiado”, diz Wellington.

 

A 3ª edição do Festival de Violão de Teresina foi promovido pela Fundação de Apoio Cultural do Piauí e contou com apoio da Prefeitura de Teresina, por meio da FMC e do Grupo Carvalho. O evento é considerado um dos mais importantes do país e desde 2017 reúne estudantes, professores, compositores e grandes instrumentistas por uma paixão: o violão.

 

O álbum “A Voz do Violão” já está disponível em todas as plataformas digitais.

Sinfônica de Teresina fecha Concertos Matinais de setembro neste domingo (29)

Em todo último domingo do mês, a Orquestra Sinfônica de Teresina é aguardada pela plateia do projeto Concertos Matinais do Palácio da Música! Neste domingo (29), não será diferente, com apresentação gratuita às 11h da manhã.

 

A participação da Orquestra Sinfônica de Teresina em todo último domingo do mês nos Concertos Matinais é uma forma de proporcionar concertos garantidos para que o público consiga se programar para acompanhá-la, assim como o Quinta Sinfônica, que ocorre em toda segunda quinta-feira do mês.

 

A OST é mantida pela Associação dos Amigos da Orquestra Sinfônica de Teresina com a ajuda da Prefeitura de Teresina, por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves. Desde a sua criação, em 1993, a Orquestra se propõe a dar um tratamento sinfônico à música popular brasileira, tendo a primazia de transpor as melodias de grandes compositores populares para a grandiosidade do som sinfônico, com a finalidade de desenvolver um trabalho artístico-educacional, promovendo apresentações em teatros, colégios e praças.

 

O projeto Concertos Matinais ocorre em quase todos os domingos do ano, sempre às 11h da manhã, com entrada franca, e tem como objetivo, levar apresentações musicais de qualidade à população, que passeiam do erudito ao popular. Seu palco é o Palácio da Música de Teresina, instituição mantida pela Prefeitura Municipal, por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves. A casa fica localizada no cruzamento das ruas Santa Luzia e Treze de Maio, N° 1241, Centro, local onde funcionou o antigo Mercado do Cajueiro.

22º Festival de Dança de Teresina começa nesta quinta-feira (19)

Nesta quinta-feira (19), inicia um dos mais importantes eventos da capital, o Festival de Dança de Teresina. Durante quatro dias a cidade sediará o maior encontro de bailarinos e coreógrafos da região, oferecendo oficinas e palestras com grandes profissionais da área.

Em sua 22ª edição, o festival tem como intuito apresentar os jovens talentos para a sociedade, bem como permitir um contato com renomados bailarinos do país, servindo como um espaço de visibilidade para dançarinos em ascensão na arte.

O evento, promovido pela Prefeitura de Teresina por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC), é referência no cenário artístico do país. Para Casius Clay, coordenador de dança da FMC, o festival é uma importante vitrine aos artistas da dança.

“Com o encontro de bailarinos e coreógrafos, temos a oportunidade de sermos vistos por jurados renomados que, ao final do evento, proporcionam bolsas de estudos em escolas dentro e fora do país“, conta Casius. Nesta edição, o evento conta com mais de 400 coreografias de 72 grupos dos mais diversos cantos do país que brilharão no palco do Theatro 4 de Setembro. OFICINAS Além das apresentações dos grupos, o festival oferece palestras e cursos de Jazz e iniciação de sapateado americano com Erick Gutierrez; Clássico intermediário com André Malosá e Contemporâneo com Matheus Brusa, que oferecerá palestra de composição coreográfica. As aulas acontecem a partir das 9h na Escola Estadual de Dança Lenir Argento e terão a duração de uma hora e trinta minutos, com limite de 40 alunos por classe. As taxas são de R$ 50 para um curso e R$ 80 para dois.

Festival de Dança oferece oficinas e palestra

Em setembro, a capital piauiense recebe mais uma edição do Festival de Dança de Teresina, que ocorre entre os dias 19 e 22. O evento conta com participantes de vários cantos do país que, além da competição, participam de oficinas e palestras com Erik Gutierrez, André Malosá e Mathues Brusa.

Promovido pela Prefeitura de Teresina por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, o Festival de Dança de Teresina está na sua 22ª edição e tem como objetivo valorizar e disseminar a dança na cidade, tornando-a uma referência nacional, bem como revelar bailarinos, coreógrafos, criadores e pesquisadores no fazer da dança.

As apresentações dos grupos acontecem no Theatro 4 de Setembro durante a noite e, no turno da manhã, serão realizadas as oficinas e palestras. As inscrições devem ser feitas no próprio dia na secretaria do Evento. Os cursos terão duração de uma hora e trinta minutos, com limite máximo de 40 alunos por aula. As taxas são de R$ 50 para um curso e R$ 80 para dois.

As aulas acontecem na Escola Estadual de Dança Lenir Argento e serão de Jazz e iniciação pra sapateado americano com Erick Gutierrez; Clássico intermediário, com André Malosá; e Contemporâneo, com Mathues Brusa, que ainda oferecerá palestra de composição coreográfica.

Nascido em Piracicaba, André Malosá iniciou seus estudos em dança aos 8 anos sob tutoria de Cidinha Freire. Como bailarino, integrou grandes companhias como Le Jeune Ballet de France e Ballet de la Comunidad de Madrid e realizou turnês por diversos países, dançando obras do repertório clássico bem como de coreógrafos contemporâneos. Em 2017, idealizou e realizou o PRIDANSP – Prêmio Internacional de Dança de São Paulo, um festival que oferece, no Brasil, oportunidades a jovens talentos que habitualmente são oferecidas apenas nos grandes festivais da Europa e dos Estados Unidos.

Erick Gutierrez é diretor de sapateado americano e jazz dance, bailarino, ator, professor e coreógrafo. Graduado em Educação Física pela Universidade de Taubaté, de São Paulo, com cursos de especialização em dança em Nova Iorque, integrou as Companhias de Jazz e Sapateado Cristina Cará, de São José dos Campos, e Cia. Only Broadway, de São Paulo, com direção de Fernanda Chamma, além de integrar o elenco do aclamado musical da Broadway “Os Produtores”, com direção de Miguel Falabella, onde também ministrou aulas de sapateado para o elenco. Premiado por dois anos consecutivos em 1º lugar na categoria Jazz Avançado no Festival de Dança de Joinville – SC, é ainda diretor artístico e proprietário da Fantastika Produções, onde dirige, produz e coreografa shows e espetáculos para eventos e empresas pelo Brasil.

Matheus Brusa é diretor, Coreógrafo, Professor de Dança Contemporânea e Composição Coreográfica, Jurado, Cenógrafo, Iluminador, Palestrante e Compositor de Trilhas Sonoras. Já conquistou centenas de prêmios, dentre eles 25 de Melhor Escola, 18 de Melhor Coreógrafo, 13 de Melhor Coreografia e 6 de Melhor Bailarino em festivais pelo Núcleo Artístico Ballet Margô e mais de 30 editais municipais e federais, na sua maior parte pela Cia. Matheus Brusa, dentre eles, três Prêmios Klauss Vianna da Funarte e dois do Itaú Cultural.

Testes para curso de cinema na Casa da Cultura iniciam nessa terça-feira

A partir dessa terça-feira, 27, iniciam os testes para o curso de cinema na Casa da Cultura de Teresina. As aulas serão ministradas pelo jornalista, escritor e realizador audiovisual, Monteiro Júnior, a partir do dia 14 de setembro e a seleção dos alunos inicia a partir das 9h nos dias 27, 28 de agosto, 03, 04, 10 e 11 de setembro.

 

Mantida pela Prefeitura de Teresina por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, a Casa da Cultura promove diversos cursos de dança, teatro, artes visuais, capoeira e cinema, além de exposições permanentes e eventos de circulação. Com quase 10 anos no espaço, o curso de cinema já ajudou a formar uma enorme plateia de amantes da sétima arte.

 

O curso acontece aos sábados, de 9h às 12h, e vai de 14 de setembro a 14 de dezembro e aborda quatro eixos do cinema: linguagem, roteiro, direção e montagem. Para Monteiro, o objetivo é acentuar a visão crítica dos alunos sobre o que se vê na telona. “A missão do curso sempre foi formar espectadores técnicos”, destaca.

 

Durante os testes, será realizado um bate-papo com os interessados para avaliação. “É uma conversa simples sobre cinema e o interesse pelo curso para conhecermos mais os nossos alunos e desenvolvermos um trabalho mais interessante”, finaliza.

 

Confira as datas dos testes:

– 27/08 (terça)

– 28/08 (quarta)

– 03/09 (terça)

– 04/09 (quarta)

– 10/09 (terça)

– 11/09 (quarta)