No último domingo, o Palácio da Música foi palco para o encerramento do III Festival de Violão de Teresina, uma realização da Fundação de Apoio Cultural do Piauí (FUNDAPI) e apoio da Prefeitura de Teresina por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves. O evento contou com a participação de grandes nomes da música nacional e local levando os espectadores às mais diversas sensações com o suave dedilhar dos acordes. Além das apresentações, o evento realizou a segunda edição do Concurso de Violão de Teresina e ainda ofereceu cursos, workshops e masterclasses com violonistas consagrados.
Sendo um dos mais importantes do Brasil, o Festival de Violão de Teresina reuniu artistas de várias regiões do país possibilitando uma troca de experiências entre os jovens estudantes e mestres da música. Com a singularidade e intimismo das melodias de violão, o evento promoveu logo no primeiro dia, encontros emocionantes de músicos aclamados como Mônica Salmaso, Guinga e Jean Charnaux.
“Essa é uma oportunidade para aprendermos e trocarmos experiência com grandes violonistas. Nossa expectativa é que o Festival cresça cada vez mais, e que os nossos talentos estejam em evidência para todo o país”, afirmou Ravi Cordeiro, coordenador do evento.
Abrindo a segunda noite de evento, Wellington Torres apresentou ao público o seu mais novo trabalho autoral, logo em seguida, o palco foi tomado pelo jovem cuiabano André Marcílio, vencedor da primeira edição do Concurso de Violão, que trouxe canções barrocas de altíssima qualidade. Ao fim, a principal atração da noite, Paulo Martelli, garantiu arrepios a todos os presentes.
No sábado, Josué Costa apresentou sua técnica e musicalidade juntamente com um dos mais renomados violonistas do mundo melhores, Marcus Tardelli que explorou através de sua revolucionária técnica os sentimentos mais profundos dos espectadores.
No último dia do festival, o argentino Conrado Paulino, o carioca Zé Paulo Becker, o cearense Cainã Fernandes fecharam o evento com uma contagiante apresentação deixando um público, que lotou o Palácio da Música, com um gostinho de quero mais. Acompanhando o último dia do evento, a gerente de um restaurante da capital, Lidia Rodrigues, conta com animação o que achou do evento “Foi muito interessante e de uma imensa qualidade, até mesmo da organização. Foi um dos festivais mais organizados que já presenciei”, disse.
II Concurso de Violão de Teresina
Durante os quatros dias de festival, músicos de todos os cantos do país estiveram presentes na Oficina da Palavra para concorrem ao II Concurso de Violão de Teresina. Semifinalistas da Bahia, Minas Gerais, Piauí, Paraná, São Paulo e outros.
No domingo, aconteceu a grande a final, onde Ederaldo Sueiro Junior foi eleito como vencedor e levou para casa o prêmio no valor de R$ 3.000,00. O finalista, acredita que a oportunidade é um estimulo para seguir com o árduo trabalho. “Foi uma experiência bastante rica e a seriedade em que os organizadores encaram o concurso é bastante admirável. Fiquei surpreso ao saber que ganhei, mas fiquei muito feliz. Acho que é a realização pessoal” diz. Além da premiação em dinheiro, Ederaldo será um dos violonistas convidados para apresentar um recital na IV edição do Festival de Violão de Teresina.

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).