A edição de setembro do projeto Quinta Sinfônica, da Orquestra Sinfônica de Teresina, apresenta a Sinfonia n° 25 de Wolfgang Amadeus Mozart. O concerto será nesta quinta, dia 12, às 20h, no Palácio da Música, sob regência do maestro Aurélio Melo. A entrada é gratuita.
Mozart compôs a Sinfonia n° 25 aos 17 anos de idade. Nada estranho para alguém cuja primeira composição foi aos cinco. Em sua adolescência, foi também influenciado pelo romantismo que se instaurava na Europa do século 18. E a sinfonia n° 25 foi a mais marcante desta fase de sua vida, em tonalidade menor, o que reforça este sentimento pessimista, além de possuir características como saltos e efeitos dramáticos, grandes contrastes dinâmicos e temas angulosos. É a primeira sinfonia do filme “Amadeus”, que retrata a vida do compositor.
Mozart nasceu na Áustria, mestre do Classicismo, estilo oposto ao da composição apresentada nesta edição da Quinta Sinfônica. Considerado um dos músicos mais influentes e destacados da história, faleceu aos 35 anos de idade, muito jovem, mas com uma carreira já bastante consolidada, visto que iniciou sua história musical bem jovem. Aos quatro anos, tocava clavicórdio e compunha pequenas obras de dificuldade considerável. Aos seis, tocava com destreza o clavecino e o violino. Também podia ler partituras à primeira vista, tinha ótima memória e uma incrível capacidade de improvisar frases musicais.
A “Quinta Sinfônica” consiste em concertos totalmente eruditos às segundas quintas-feiras de cada mês, no Palácio da Música, sempre às 20h, com entrada franca. A OST é mantida pela Associação dos Amigos da Orquestra Sinfônica de Teresina e Prefeitura de Teresina, por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves. Desde a sua criação, em 1993, a Orquestra se propõe a dar um tratamento sinfônico à música popular brasileira, tendo a primazia de transpor as melodias de grandes compositores populares, para a grandiosidade do som sinfônico, com a finalidade de desenvolver um trabalho artístico-educacional, promovendo apresentações em teatros, colégios e praças.

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).